sábado, 2 de setembro de 2017

[Resenha] Minha Mente Me Atormenta

    Os que acompanham esse blog há algum tempo já sabem que costumo publicar algumas resenhas, principalmente de autores nacionais e, de preferência, iniciantes. Posso não ser um popstar da literatura, mas esse humilde espaço é uma oportunidade que ofereço  para esses escritores divulgarem seus trabalhos. E a minha mais nova resenha é a do livro Minha Mente Me Atormenta da escritora Edna Nunes.
     Para começar, posso garantir a vocês que essa foi, sem sombra de dúvida, uma das resenhas mais desafiadoras que já fiz. Esse é o que posso chamar de um livro maravilhoso. Um verdadeiro ponto fora da curva.  Quando você terminar de ler o prólogo do mesmo, achará que essa será mais uma história de romance, dessa vez entre uma jovem de 21 anos e um advogado 15 anos mais velho que ela. A jovem se chama Mirian Ramos. Um nome tão marcante como sua própria personalidade forte, que poderemos observar ao longo da obra. Mirian é uma estudante de letras e, fisicamente, é descrita como uma mulher bonita sem ser exuberante. Já o advogado, que também é professor de Direito, se chama Roberto Pereira. É um homem charmoso, sedutor, inteligente e considerado uma sumidade da sua área.
    Conforme eu disse, o prólogo nos apresenta esses dois personagens e o início do romance entre ambos. Também somos apresentados a John, considerado o melhor amigo de Mirian. Mas é logo no primeiro capítulo que a autora nos reserva a primeira surpresa onde ela faz um salto no tempo nos posicionando para o presente. E nesse presente, Mirian está internada numa clínica psiquiátrica sem saber como foi parar ali e tampouco onde estão Roberto, seu grande amor e John, seu melhor amigo. E as surpresas não param por aí. No decorrer do livro a autora usa, inteligentemente, o recurso de contar a história em duas linhas temporais através de sucessivos flashbacks que se alternam com esse "momento presente" iniciado no primeiro capítulo. A partir daí, mergulhamos numa história que mistura romance, suspense e drama.
    Infelizmente não posso contar como essa história acaba, pois seria um tremendo de um spoiler. Mas posso garantir que esse livro tem um verdadeiro gran finale. Uma pista que posso deixar é que essa obra é uma espécie de jogo de xadrez entre o leitor e a autora Edna Nunes. E a possibilidade de você levar um xeque-mate no final é muito grande. Eu, por exemplo, perdi esse jogo para ela.


7 comentários:

Edna Nunes disse...

Marcelo,

Parabéns por mais uma resenha sensacional. Adorei saber o quanto curtiu ler minha história. Vamos continuar jogando!! Muito obrigada! Bjs

Ita Souza disse...

O titulo do livro é bem sugestivo. Vale a pena conferir.

Ludmila Batista disse...

Nossa, fiquei curiosa para ler a obra, gostei da forma como vc disse dela em certo ponto da historia dar um salto para o futuro e depois contar a historia usando duas linhas temporais, isso chamou mt a minha atenção. Irei colocar na minha lista de leituras :)

Nilton Alves disse...

marcelo parabéns pela resenha como sempre clara e objetiva. estou com esse livro no meu kindle para ler.

Cidália Maria Milani disse...

Falou em suspense já me deixou curiosa!! Quero ler o livro para participar desse jogo de xadrez! O enredo é muito instigante! Ótima resenha, parabéns!!

Abraço!

kênia Cândido disse...

Oi Marcelo.

Sua resenha foi bem interessante, pois mostrou um livro que não conseguia e ao mesmo tempo, tem um enredo que despertou atenção. Já adicionei a minha lista de desejados para tentar adquirir logo e descobrir esse mistério.

Bjos

Adriana Moreira disse...

Oi, Marcelo!

Que livro lindo! Eu amei a capa e já anotei o nome do livro para poder fazer a leitura, quando puder! Gosto desses romances que fazem a gente pensar mais um pouco do que apenas ler! Maravilhoso! Parabéns pelo blog! Estarei sempre aqui! Abração,
Drica.